CREA SP: Conselho Federal de Engenharia e Agronomia de São Paulo

Além de ser um dos grandes e mais respeitados conselhos de fiscalização das Américas, o CREA SP, ou Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo, também está entre os maiores setores de regulamentação do mundo.

Assim, para você conhecer mais sobre o órgão, criamos este artigo para abordar toda a sua importância para o Brasil. Conheça suas funções, formas como o CREA SP desempenha suas fiscalizações e quais os melhores cargos para concursos. Venha conosco e aprenda mais.

O que é o CREA

Atuando em todo o território nacional, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, abreviado pela sigla CREA, é um órgão responsável por regulamentar e fiscalizar todas as atividades relacionadas a áreas como agronomia e engenharia.



Também entram na lista, ramificações como as de paisagista e até de técnico em edificações. Para profissionais que queiram fazer parte desse time, confira mais ao fim do artigo como participar de concursos realizados pelo CREA SP.

A regulamentação dos profissionais do CREA SP

Além de saber quais são as diferenças entre os Estados, ainda há a dúvida sobre a obrigatoriedade para os engenheiros em ter o registro do CREA de SP. A resposta é sim, sobretudo para toda a atividade profissional que demande regulamentação.

Essa atividade precisa ser parte de fiscalizações através do CREA de São Paulo, como os profissionais de agronomia e engenharia que precisam ter número cadastrado no Conselho. Certamente, isso quer dizer que sua atuação nas áreas citadas acima ainda precisa de cursos para conquistar todos os ensinos profissionais reconhecidos para a efetuação profissional.

CREA SP: Conselho Federal de Engenharia e Agronomia de São Paulo

Sobre o CREA SP

Assim como nos demais Estados, em São Paulo existe o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo. Ele é um dos grandes conselhos de fiscalização da atividade presente na América Latina e certamente um dos maiores e mais eficientes do globo.

O CREA SP ainda é o órgão responsável pela fiscalização das atividades profissionais que envolvem as áreas da Geologia, Meteorologia e Geografia, além de áreas como a dos técnicos agrícolas e tecnólogos.

As áreas de competência do CREA SP

Você já conferiu aqui que o CREA SP é responsável por ações como controle, fiscalização e orientação, além de aprimorar o exercício das atividades profissionais de diversos setores ligados à engenharia. Sendo assim, confira abaixo uma lista com as principais áreas de fiscalização do setor de Engenharia.

  • Aeronáutica;
  • Eletrônica;
  • Hídrica;
  • Ambiental;
  • Industrial;
  • Telecomunicações;
  • Computação;
  • Elétrica;
  • Eletrotécnica;
  • Alimentos;
  • Mecânica;
  • Química;
  • Produção;
  • Naval;
  • Agronômica;
  • Florestal.

A fiscalização exercida pelo CREA SP

É hora de você saber como fica definida a fiscalização do CREA SP. Saiba que os agentes estaduais estão divididos por regiões administrativas, realizando diligências rotineiras e pesquisas pelos municípios de atuação.

Para ajudar na atividade, o CREA SP faz esse trabalho com uma frota própria, equipada com a tecnologia necessária para o processamento e monitoramento total. Através de visitas a obras de órgãos públicos e empresas privadas, os fiscais verificam os processos técnicos executados em áreas como as de agronomia e engenharia.

Vale lembrar que, de acordo com a nossa legislação, toda essa responsabilidade sobre serviços e obras apenas pode ser feita pelos fiscais habilitados e registrados dentro do CREA SP. Mais abaixo do artigo, você verá quais documentos são necessários para requerer seu registro no Conselho.

Dessa forma, no caso de obras sem um responsável técnico, a ação dos agentes é constatar oficialmente a irregularidade e lavrar uma notificação. A partir do não atendimento pela Lei, o CREA SP cria processos administrativos relativos à irregularidade.

As estruturas da fiscalização do CREA SP

Para que você possa compreender como funciona esse processo, o CREA de São Paulo apresenta diferentes estruturas de fiscalização. Confira quais são elas.

Estrutura básica do CREA SP

Este é o setor responsável pela criação das condições de desempenho sistemático e integrado com as metas do Conselho. Ela é formada pelos órgãos executivos, como se caracteriza os seguintes quadros:

  • Inspetorias;
  • Plenário;
  • Presidência;
  • Câmaras;
  • Diretoria.

CREA SP: Conselho Federal de Engenharia e Agronomia de São Paulo

Estrutura de suporte

Certamente, esta é uma área de apoio para setores de estrutura básica e com funções específicas. Ela pode ser formada por órgãos especiais, permanentes ou temporários. Estão nessa formação:

  • As comissões especiais;
  • Os órgãos consultivos;
  • Os grupos de trabalho;
  • As comissões permanentes.

Estrutura auxiliar

É a responsável por serviços financeiros, administrativos, técnicos e jurídicos. Ela tem a meta de apoiar o funcionamento das estruturas de Suporte e Básica, fiscalizando as atividades profissionais na gestão do Conselho.

Como resultado, essa estrutura auxiliar ainda é orientada, supervisionada e coordenada por secretarias. Ou seja, os serviços são executados por setores responsáveis pela gestão de cada área de atuação.

Cargos para concorrer nos concursos do CREA SP

Com toda a certeza, entre os tantos cargos disponíveis e abertos, os concursos públicos do CREA SP abrem oportunidades para diversos setores e níveis educacionais. Então, para quem quer evitar o setor privado e as filas para entrevista de emprego, confira abaixo alguns exemplos dessas vagas.

Nível médio:

  • Operador de teleatendimento;
  • Agente de fiscalização;
  • Agente de manutenção predial;
  • Agente administrativo;
  • Agente de tecnologia da informação.

Nível superior:

  • Analista de Direito;
  • Analista Administrativo;
  • Analista de Contabilidade;
  • Analista de Recursos Humanos;
  • Analista financeiro;
  • Analista de Tecnologia da Informação.

Documentos para retirada do registro CREA SP

Com a finalidade de que haja a regularização e certificação de competências profissionais, antes de acessar o site oficial, confira abaixo a lista com a documentação necessária para você ter o registro do CREA SP sem precisar sair de casa.

Assim, basta você digitalizar esses documentos pessoais e dar entrada online no processo.

  • Histórico escolar;
  • Diploma, frente e verso;
  • Comprovante de residência;
  • Carteira de identidade;
  • Comprovante eleitoral regular (apenas para brasileiros);
  • CPF (apenas para brasileiros);
  • Comprovante de tipo de sanguíneo;
  • Comprovante de alistamento militar (apenas para brasileiros do sexo masculino).

Participando de concursos para o CREA SP

Com o propósito de dar aos paulistas um concurso seguro e rentável, a notícia é ótima. Isso porque o CREA de SP apresenta excelentes oportunidades, tanto para o nível médio quanto para o superior.

Antes de mais nada, apenas em uma ocasião, esses concursos chegaram a apresentar mais de quinze vagas para ambos os níveis, com salários que iam de quase três mil reais até a mais de oito mil reais. De acordo com o método de avaliação para concursos do CREA SP, cada candidato teve que enfrentar provas objetivas, discursivas e práticas.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *