Como fazer um currículo para impressionar na entrevista

A dúvida sobre como fazer um currículo é recorrente. Ela afeta não apenas as pessoas que estão entrando agora no mercado de trabalho, como também aquelas que já têm alguma experiência.

Por isso, neste texto, você vai saber um pouco mais sobre as formas como montar seu currículo. Assim você poderá deixar os recrutadores impressionados e já bem informados das suas experiências antes mesmo de começar a entrevista.

Como fazer um currículo eficiente?

O currículo é uma forma de você se apresentar para uma empresa que pode desejar o seu serviço. Então a sua principal missão na hora de elaborar o seu é pensar em como listar as suas experiências de forma atrativa para quem lê.



No entanto, isso deve ser feito de forma sucinta. Principalmente porque, quando há uma vaga de emprego em aberto, é muito provável que os responsáveis pelo recrutamento tenham muitos outros currículos para ler. Como, então, fazer com que o seu se destaque?

Listamos aqui algumas das melhores formas de como fazer um currículo que vai ser capaz de chamar a atenção e instigar o recrutador a te chamar para uma entrevista.

A qualidade importa mais que a quantidade

Encher o seu currículo de todas as informações sobre as suas experiências e fazer dele um documento de 15 folhas não vai ajudar muito. Se você tem muita experiência, é importante filtrar aquilo que realmente vai interessar para a vaga em questão. Essa é uma das regras mais importantes de como fazer um currículo.

Você não precisa colocar todos os cursos que já fez ou todos os lugares onde já trabalhou. Selecione os pontos principais e deixe para falar sobre o restante com o recrutador, se for necessário.

Tente especificar alguns pontos

Na hora de preparar o currículo, é sempre importante elaborar um pouco mais a respeito das informações ali inclusas. Por exemplo, se você coloca uma experiência como “auxiliar” em uma empresa, adicione um pequeno parágrafo abaixo falando sobre as suas funções.

O mesmo vale para cursos extra-curriculares ou outras informações que ficariam incompletas apenas com um título. Isso ajuda o recrutador a saber um pouco mais a respeito das suas experiências.

Se houver, ainda, alguma experiência específica que seja vantajosa para a vaga em questão, não esqueça de acrescentar.

Como fazer um currículo

Diga sempre a verdade

Mentir no currículo nunca vai te ajudar. Colocar experiências ou cursos inexistentes podem causar problemas futuros. O recrutador pode ir atrás das suas referências ou, ainda, questionar sobre pontos específicos.

Mesmo que você tenha pouca experiência em uma área, é preferível a ausência de uma informação no currículo do que a presença de uma informação falsa.

Organize bem o seu currículo

Este é um passo bastante importante para o primeiro contato do recrutador com o seu currículo. Quando ele bater os olhos pela primeira vez, já deve ser capaz de identificar as informações contidas ali.

Por isso, separe as informações com intertítulos. Lembre-se também de usar moderadamente negrito e itálico.

No campo de organização, vale também citar que a escolha de fontes e tamanhos pode fazer uma grande diferença. Opte por fontes de leitura fácil como Arial, Time New Roman, Verdana ou Garamond.

Algumas destas são, inclusive, as mais recomendadas pela própria ABNT para trabalhos de faculdade e outros documentos importantes. Evite utilizar fontes muito desenhadas ou que possam tirar o tom de seriedade do seu currículo.

Comic Sans, Papyrus, Monotype Corsiva e Lucida Handwriting estão, inclusive, em listas de fontes mais odiadas do mundo. Portanto, tente não arriscar.

Criatividade em dose certa

Se você tem habilidades com algum programa de edição de imagens ou até mesmo sabe fazer algumas coisas diferentes em editores de textos, estude a empresa antes de ser muito inventivo. Se não for possível fazer isso com antecedência, tenha duas versões do seu currículo em mãos e tente reconhecer melhor o ambiente antes de entregar algo mais elaborado.

Embora o recomendável na maior parte das vezes seja ter um currículo mais sério, dependendo da empresa e da vaga, pode ser uma vantagem demonstrar outras habilidades. Você pode criar um layout diferente ou até mesmo inserir gráficos simples. Sem nunca esquecer, é claro, da organização e de tentar manter apenas as informações mais importantes.

Objetivos são importantes

Tente sempre destacar seus objetivos profissionais. E, é claro, isso pode variar bastante de acordo com a vaga para a qual você está se candidatando. Por isso, esse campo deve sempre passar por uma revisão mais minuciosa de acordo com a vaga. Desta forma, os recrutadores poderão entender melhor qual seria a sua colaboração dentro da empresa.

Como fazer um currículo

Saiba utilizar pouco espaço de maneira inteligente

Ser sucinto em alguns pontos é bastante importante. Por isso, é importante saber como utilizar bem o seu pouco espaço. E isso não quer dizer que você deva diminuir a fonte, por exemplo. Muito pelo contrário: a fonte deve ter um tamanho padrão, diferenciando apenas títulos, subtítulos e texto, por exemplo.

Porém, evite inserir informações como notas de cursos, escola ou faculdade; qualidades pessoais genéricas como “proativo”, “esforçado” e “criativo”. O ideal é que você saiba como apontar essas qualidades de forma prática em suas experiências.

Não tem experiências profissionais anteriores?

Não se desespere! Mesmo não tendo experiências profissionais anteriores, você pode citar outros tipos de experiências no seu currículo. Freelas, trabalhos voluntários e experiências semelhantes podem ser acrescentadas ao currículo sem problemas.

Não use linguagem informal

Em casos muito específicos, pode até ser uma regra a se quebrar. No entanto, a maior parte dos currículos deve manter uma linguagem formal. Isto é, deve-se evitar o uso de abreviações, gírias e termos populares.

Além disso, prestar atenção em erros de português e até mesmo de digitação pode ser um diferencial na hora de conseguir uma vaga. Um currículo sem erros vai passar uma impressão muito melhor aos recrutadores.

Considerações finais

Agora que você já aprendeu o passo a passo de como fazer um currículo, não perca tempo e coloque seus conhecimentos em prática! Lembre-se de sempre atualizar os seus principais pontos fortes para não correr o risco de perder a oportunidade de emprego dos seus sonhos.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *