Utilidade Pública

Autenticar documentos: para que serve e quais podem ser autenticados

Autenticar-documentos
Escrito por Henrique

Já ouviu falar em autenticar documentos? Essa prática pode ser muito útil para ter em mãos documentos e cópias válidas. Mas, você sabe o real motivo para realizar a autenticação de documentos e quais os documentos que podem ser autenticados?

Neste conteúdo, falaremos sobre esse tema para sanar todas as dúvidas sobre a autenticação de documentos.

Essa prática irá garantir que você tenha cópias de documentos que sejam válidos, como os próprios originais.

Quer saber mais a respeito e verificar as opções que você tem para realizar a autenticação de documentos? Então, continue lendo até o final e confira todas as informações que você precisa no momento.

Autenticar documentos: para que serve e quais podem ser autenticados

Você já ouviu falar em autenticação de documentos, mas não sabe o real significado dessa prática e por que é feita?

Então, confira abaixo todas as informações sobre a autenticação de documentos e aproveite para tirar todas as suas dúvidas sobre os documentos que podem ser autenticados e muito mais. Veja abaixo.

O que significa autenticar documentos?

Autenticar documentos diz respeito a declaração que é feita para comprovar que um documento é oficial e verídico. Ela é utilizada para comprovar a originalidade de cópias e até mesmo de assinaturas que constam em contratos, declarações, dentre outros documentos.

A autenticação é feita através de selos e carimbos, podendo variar de acordo com o documento, e eles serão os responsáveis por comprovar que aquele papel é verídico.

Para que serve?

A autenticação de documentos serve para comprovar que certa cópia de um documento ou declaração possa ser útil para as negociações, assim como os originais.

Ou seja, a partir de quando a cópia de um documento é autenticado ele poderá ser utilizado com a mesma veracidade que o documento original, mesmo não tendo ele em mãos no momento.

Por exemplo, digamos que você deseja autenticar um documento. Para isso, você levará o documento original e uma cópia. A autenticação passará por todo o processo necessário e você terá a cópia de um documento autenticado.

Quais documentos podem ser autenticados?

Os documentos que podem ser autenticados são todos que sejam originais e tenham a cópia para a autenticação. São eles:

  • Carta de ordem;
  • Carta de sentença;
  • Carta de arrematação;
  • Carta de adjudicação;
  • Cartas formais de partilha;
  • Certidões positivas de registro público e de protestos;
  • Certidões da Junta Comercial.

Atenção: não é possível realizar a autenticação de documentos públicos ou que sejam particulares.

Qual a diferença entre autenticação de documentos e reconhecimento de firma?

Você já deve ter ouvido falar em reconhecimento de firma e pode estar confuso com as semelhanças. Mas, saiba que existe uma grande diferença entre autenticação de documentos e reconhecimento de firma.

Para começar, a autenticação de documentos é feita para comprovar que aquela cópia é válida e igual à original.

Já o reconhecimento de firma é feito com o intuito de validar apenas a assinatura de um documento. Neste caso, comprovar que não houve fraude da assinatura e que aquele documento é confiável.

Ou seja, enquanto um documento é feito para comprovar que a cópia é original e válida, o outro é feito para comprovar que as assinaturas presente em um documento são oficiais.

Apesar de terem objetivos parecidos, de comprovar a legitimidade de algo, ainda conseguem ser diferentes e são utilizados para outros fins.

Pode haver a necessidade de realizar as duas práticas, tanto de autenticação quanto de reconhecimento de firma, mas a realização de uma delas não anula a necessidade da outra.

Informações importantes para autenticar documentos

Antes de autenticar seus documentos, é importante ter algumas informações na manga para não se frustrar ao chegar no cartório.

Por exemplo, não serão aceitos documentos (original e cópia) que tenham sofrido alguma rasura ou cortes. Tanto antes como após o processo, esses delitos poderão fazer com que o documento não seja aceito e invalidado na hora que for necessário.

Se o documento que você for autenticar tenha sido escrito à mão, é importante que seja feito a escrita com caneta. Escritos à lápis não serão aceitos, tanto para documentos originais quanto para cópias autenticadas.

Em resumo, cuide bem dos seus documentos originais para não ter dificuldades para produzir uma cópia autenticada.

Documentos mais comuns na prática da autenticação

Dentre os diversos tipos de documentos que possuímos, e que podem ser autenticados, é mais comum a busca pela autenticação dos seguintes documentos:

  • Histórico escolar;
  • Diploma;
  • Certificado de conclusão de curso (faculdade, curso técnico, etc);
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento;
  • Documento de identidade (RG, CNH, CPF);

Quando o assunto é pessoa jurídica, é mais comum a busca pela autenticação de documentos como contrato social, balanço patrimonial e contábil, certidão negativa, dentre outros.

Ainda é possível realizar a autenticação de página web, mas apenas se seja conferido antes sua veracidade.

Quanto custa autenticar documentos no Brasil?

A autenticação de documentos é feita através de um cartório de sua cidade e é cobrado uma taxa fixa em cima de cada cópia realizada.

Atualmente (2022) o preço para autenticar documentos é de R$ R$ 4,39. Esse valor é por folha, variando de acordo com o número de páginas e a quantidade de documentos que você precisará autenticar.

Em um contrato, por exemplo, é preciso realizar a autenticação de cada página para que seja um documento válido de fato.

Conclusão

Você sabia todas essas informações sobre autenticar documentos? Essa prática requer muita atenção, afinal, se trata de documentos que se tornarão válidos após feito o processo de autenticação.

Antes de ir realizar a autenticação de seus documentos, verifique a quantidade de páginas para saber quanto será gasto no processo.

Alguns cartórios do Estado apenas aceitam pagamento em dinheiro, sendo necessário ter o dinheiro em mãos neste momento.

E o melhor, agora você sabe a diferença entre autenticação de documentos e reconhecimento de firma. A partir de agora não haverá dúvidas na hora de lidar com documentos e suas obrigatoriedades.

Espero que essas informações tenham sido úteis e que seja ainda mais fácil realizar a autenticação de seus documentos no cartório.

Deixe seu Comentário