Planejamento Previdenciário: o que significa?

Com a Reforma de Previdência, o que o governo federal espera é acabar com a aposentadoria por contribuição. Ao aumentar a idade mínima para aposentar, isso significa que os anos de contribuição não contarão mais, limitando o acesso a aposentadoria especial, e com isso o seu planejamento previdenciário.

Sendo assim, a maioria dos trabalhadores foram atingidos pela mudança, o que dificultou também a forma de calcular o valor do benefício. A mudança e as novas regras trazem algumas diferenças para trabalhadores considerando idade, profissão e gênero.



A sonhada aposentadoria

A aposentadoria é algo pelo qual a grande maioria dos trabalhadores brasileiros esperam, e por isso, merece atenção. O planejamento previdenciário é fundamental para chegar a essa fase da vida com tranquilidade e viver bem, e ter qualidade de vida.

Se planejar financeiramente é essencial para que os cidadãos possam se manter, depois de parar de trabalhar. Por isso, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), é o que mais se houve falar. É o benefício que o governo dá a todos aqueles que contribuíram durante toda a sua vida como trabalhador registrado.

Porém, algo que vem sendo muito mencionado hoje é a previdência privada, principalmente agora com a reforma que não se sabe se vai sobreviver a atual crise.

Os dados mais recentes mostram como os brasileiros não se programam para o futuro, que deveria ser uma prioridade. Sendo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 64,2% das pessoas não se preparam para a aposentadoria e a maioria ainda nem contribui com o INSS.

Educação financeira

Do jeito que o país está, a única forma é começar a se educar financeiramente, seja através de livros, artigos, jornais ou até vídeos na internet, e cursos. O segredo é começar a se informar mais e começar a colocar em prática o quanto antes.

A falta de instrução adequada, principalmente nas escolas, não ajuda o brasileiro a cuidar do seu dinheiro, e nem a pensar no futuro. Isso indica que mesmo passando a vida como contribuintes, os brasileiros não entendem formas de como buscar por uma aposentadoria mais lucrativa e sadia.

Pensando no futuro

O planejamento previdenciário pode começar a ser feito o quanto antes. Afinal de contas, não adianta pensar na aposentadoria quando ela já está batendo na porta, isso só leva a decisões errôneas e tardias.

Por outro lado, se uma pessoa consegue se antecipar e começar o planejamento previdenciário cedo, ela tem mais tempo para se programar e buscar formas de renda mais elevada, para viver no futuro.

Vale ressaltar que quanto antes e mais informado for para economizar e fazer bons investimentos, há mais tempo para que o dinheiro trabalhe para você também. Por isso, se você ainda não tinha pensado nessa fase da sua vida, comece a pensar agora. Até mesmo para quem está com idade mais avançada, nunca é tarde para começar, só é preciso um pouco mais de atenção na hora de fazer suas escolhas.

Já as pessoas que contribuem com o INSS, devem acompanhar de perto toda atualização e novidade sobre as mudanças e reformas. Buscar orientação se for preciso, para não ficar na mão, e perder o seu tão suado dinheiro.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *