Como transferir dinheiro do Brasil para o exterior?

Uma das principais dúvidas no que diz respeito a viagens e moradia no exterior está em como transferir dinheiro do Brasil para o exterior. Se este é o seu caso, há algumas notícias boas e outras ruins. No lado bom, há o fato de o desenvolvimento tecnológico dos últimos anos ter facilitado significativamente a remessa de dinheiro, além de que os mesmos métodos de transferir dinheiro do Brasil para o exterior podem ser utilizados para o fluxo inverso, caso esse seu o seu caso.

No lado negativo, há a inevitável burocracia. Por mais simples e prático que seja o método, sempre há custos e taxas impostas sobre a transferência, especialmente porque a transação monetária entre países é uma preocupação constante, que raramente ocorre livre de impostos.



Confira alguns métodos para transferir dinheiro do Brasil para o exterior, e considere qual opção é mais vantajosa para você:

Western Union

A Western Union possivelmente é a opção mais rápida e simples para transferência de dinheiro de valores um pouco mais significativos. A grande vantagem, neste caso, é que a pessoa no exterior pode sacar o dinheiro em menos de 24 horas – na maior parte dos casos, em apenas alguns minutos – gratuitamente em uma das várias unidades da empresa espalhadas por todo o mundo.

Não é necessário ter uma conta na Western Union, nem condições difíceis de serem atendidas. Basta o preenchimento correto das informações e é provável que o dinheiro esteja nas mãos do destinatário em menos de uma hora.

No Brasil, por exemplo, a transferência pode ser feita em agências do Banco do Brasil ou várias agências de turismo, e a pessoa que está no exterior pode encontrar em quais pontos pode sacar com uma rápida pesquisa online. A desvantagem, neste caso, é o inevitável pagamento de taxas, que podem variar entre 10% e pouco mais de 20% do valor transferido – pagas pelo depositante, o que é uma fatia bastante significativa.

Transferência bancária

Outra opção interessante para quem possui conta em um banco existente no país onde está, no exterior, é a transferência bancária por ordem de pagamento. Qualquer banco permite essa operação para qualquer outro banco cadastrado globalmente, bastando que você saiba as informações necessárias sobre a conta de quem receberá o dinheiro.

Embora seja uma das opções mais fáceis e cômodas de transferir dinheiro do Brasil para o exterior, muitas vezes feita até mesmo online, é importante que você confira as taxas cobradas pelo seu banco para a realização do serviço, que podem ser consideravelmente altas.

Cartões de crédito e pré-pagos

Outra opção muito interessante para a transferência de dinheiro é utilizar um intermediário – em especial, um cartão de crédito. Atualmente, uma das opções mais simples e inteligentes de se fazer esse tipo de transação é utilizar um cartão pré-pago, que pode ser fixo ou comprado diretamente de alguma agência de câmbio. Neste tipo de cartão, utiliza-se uma bandeira internacional e amplamente aceita, e você pode colocar crédito nele de qualquer local do mundo, desde que tenha os dados necessários.

Assim, você pode transferir dinheiro do Brasil para o exterior colocando crédito diretamente neste cartão da pessoa que está fora do país, de modo que ela possa usar para gastos diversos ou, dependendo do tipo de cartão, sacar o valor em um caixa eletrônico que aceite seu uso.

É importante, neste caso, dar atenção às taxas. Se o cartão for brasileiro, é necessário considerar que haverá a cobrança de Imposto sobre Operação Financeira – IOF, que é de mais de 6% sobre todo valor gasto. Além disso, saques de dinheiro vivo costumam ter alguma taxa adicional em caixas eletrônicos internacionais. Por outro lado, a tendência é que essas taxas sejam menores do que a maioria dos serviços bancários mais tradicionais, além de ofertar mais segurança ao não exigir que você ande com grandes somas de dinheiro vivo.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *