Como trabalhar no Google?

O sonho de trabalhar no Google é cada vez mais comum entre jovens de diversas áreas. A maior empresa online do planeta é, também, uma das empresas mais desejadas como local de trabalho. A alta remuneração, o grande destaque profissional e, claro, fazer parte da elite da tecnologia em um ambiente criativo e competitivo chamam a atenção dos interessados neste segmento.

A filosofia de trabalho da empresa é bastante singular, o que costuma atrair jovens que querem um tipo diferente de trabalho. A verdade, no entanto, é que trabalhar no Google, com todos os seus benefício, exige um bom currículo, um excelente conjunto de habilidades e, claro, um trabalho no nível de uma das empresas mais exigentes do planeta.



Por isso, separamos algumas dicas, algumas vantagens de se trabalhar no Google, e algumas maneiras mais tradicionais de ingresso nessa gigante da internet. Confira:

Quais são as vantagens de trabalhar no Google?

Atualmente, o Google está entre as empresas com melhor imagem no mercado, especialmente frente à mão de obra. Isso significa que a concorrência pelas vagas sempre é grande, mas o retorno é recompensador.

Na sede dos EUA, por exemplo, as imagens da empresa habitam a mente de muitas pessoas: poltronas confortáveis, piscinas de bolinhas, lanches sempre à disposição e todo o tipo de conforto imaginável fazem parte do “pacote escritório” da empresa.

Seus salários também são muito acima da média – até mesmo nos EUA. A empresa apresenta um dos maiores salários médios para os trabalhadores, mesmo o Vale do Silício – que possui um dos maiores salários do país.

Além disso, é claro, a empresa foca no bem estar de seus funcionários, com o objetivo de que sintam-se confortáveis por lá, fazendo o trabalho render muito mais. Videogames, salas de jogos, lanchonetes gratuitas e, até mesmo, serviços estéticos estão à disposição dos trabalhadores.

Só é possível trabalhar no Vale do Silício?

Um dos erros mais comuns de quem quer trabalhar no Google é pensar que a única forma de ingressar na empresa é na sua sede. A gigante da internet conta com escritórios em dezenas de países, e é comum que esses escritórios façam processos seletivos próprios.

É verdade que você provavelmente não passeará de Segway em um escritório menor, mas ainda assim contará com boa parte da estrutura fantástica da empresa, e poderá evoluir sua carreira para outras unidades.

No Brasil, por exemplo, eles possuem escritórios em São Paulo e Belo Horizonte, e é sempre útil acompanhar os sites locais para conferir o lançamento de novas vagas para os trabalhadores.

Como começar a trabalhar no Google?

É importante entender que o Google é uma empresa focada no que há de melhor. Com tanta gente concorrendo por uma posição por lá, eles podem se dar ao luxo de escolher as pessoas que querem. Para que você seja uma delas, é importante demonstrar ser bom no que faz.

Uma das formas mais tradicionais de começar a trabalhar no Google é através de seu programa de estágio, onde selecionam jovens que pareçam ter um futuro promissor, geralmente oferecendo remuneração superior à maior parte dos empregos formais de outras empresas.

Neste programa, o estagiário trabalha por sete meses na empresa. Aqueles que se destacarem em suas funções tem chances de ser efetivados. Os outros estagiários terão, em seu currículo, o histórico de ter trabalhado no Google – o que não é nada mal.

A boa notícia é que a primeira fase de seleção costuma ser online, com testes e entrevistas iniciais por videoconferência. Além de ter habilidades em sua área de conhecimento, é obrigatório ter o domínio da língua inglesa, pois isso fará parte não apenas do processo seletivo, mas de sua rotina na empresa.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *