Balanço Patrimonial: Para quê serve? Como analisar os dados?

Balanço patrimonial

O Balanço Patrimonial é uma maneira utilizada por diversas empresas para examinar o patrimônio total da empresa. É uma forma de olhar para todas as entradas e saídas de valores de um determinado tempo e identificar os problemas, falhas e possíveis soluções.

Caso uma empresa tenha dúvidas sobre o seu real patrimônio, o Balanço Patrimonial é uma das ferramentas contábeis que podem auxiliar nesse desafio. Além disso, em momentos de crise, é essencial ter uma noção completa das entradas e saídas de dinheiro para analisar possibilidades de investimentos e inovações na entidade.

O que é Balanço Patrimonial?

O Balanço Patrimonial (BP) é uma das formas de avaliar e analisar o patrimônio de uma empresa em determinado período. É um documento elaborado para demonstrar toda a movimentação do patrimônio da pessoa jurídica, ou seja, é um levantamento sobre a situação do patrimônio naquele momento.

Normalmente, ele é realizado para um período de tempo determinado, como 1 ano ou 6 meses, a depender das necessidades da empresa. O Balanço Patrimonial uma forma de visualizar todas as entradas e saídas de patrimônio nesse período para, posteriormente, montar uma estratégia contábil e financeira para gerir os valores da empresa.

Composição

Antes de iniciar um Balanço Patrimonial, é muito importante compreender qual é a sua estrutura e organização. De forma geral, esse documento é composto por três etapas de análise: do patrimônio ativo, do patrimônio passivo e do patrimônio líquido.

  • Patrimônio Ativo: O balanço do patrimônio ativo é a análise de todos os bens e valores que a empresa possui e que geram patrimônio econômico para a entidade. Nessa etapa também entram os direitos, investimentos e títulos que a pessoa jurídica possui e que podem gerar valores.
  • Patrimônio Passivo: Já o balanço passivo são todas as dívidas e obrigações que a empresa possui em diversos âmbitos. São analisadas nessa parte todas as obrigações estatais e também com terceiros, como os próprios empregados da empresa.
  • Patrimônio Líquido: Ao fim, no balanço do patrimônio líquido, pode ser calculada a diferença entre o balanço ativo e o passivo. Esse valor corresponde ao real patrimônio disponível para a empresa realizar novos investimentos e montar novas estratégias econômicas.

Orientações

Após elaborar o Balanço Patrimonial, é importante fazer uma leitura atenta e detalhada dos seus dados. É essencial que a empresa consiga compreender nesses dados as possibilidades existentes de alterar sua forma de gastar, guardar e investir o seu patrimônio. Essa leitura irá permitir que empresa identifique as dificuldades e aplique as medidas necessárias.

Além disso, caso o patrimônio líquido indique que o balanço passivo está maior que o ativo, isso significa que a empresa não está evoluindo positivamente. É possível que exista alguma falha contábil ou que a empresa apenas necessite reajustar suas contas.

Embora o Balanço Patrimonial seja calculado geralmente a cada ano, é interessante buscar desenvolver essa prática dentro da empresa e analisar cada balanço semestral ou mensalmente. Essa é uma forma de evitar que problemas só sejam identificados após muito tempo, aumentando suas consequências na empresas e impedindo que soluções adequadas sejam aplicadas.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *