Como registrar uma marca?

Registrar uma marca é a principal estratégia para garantir segurança de que sua identidade permanecerá exclusivamente com sua empresa. Quando você vai dar início à um negócio, o mais importante a se escolher é a sua marca, pois será a identidade do seu negócio para seus clientes, parceiros e concorrentes.  A sua marca, tanto visual quanto na ideia é o essencial em sua empresa, por essa razão, realizar o registro da marca logo ao abrir o negócio é importantíssimo para que a sua marca seja reconhecida.

Mas, muitas pessoas não dão a real importância à essa criação e acabam criando uma falsa confiança com relação ao nome e logomarca que foram escolhidos, como por exemplo, empreendedores que registram um domínio e acreditam deter direitos sobre a marca.

O registro da marca deve ser feito no órgão específico, o INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial e com isso o empreendedor terá total exclusividade sobre o nome escolhido.

Antes de qualquer coisa, escolha o nome corretamente

Antes de qualquer coisa é essencial escolher por um nome e com isso, torna-se essencial encontrar por uma marca que seja distintiva, evitando conflitos com nomes de outras marcas. Ao escolher pelo nome, é hora identificar se outras pessoas já possuem um registro parecido ou idêntico ao da marca que se deseja registrar.

Essa pesquisa pode ser realizada através do Google ou do próprio site do INPI, e mesmo que seja um tipo de pesquisa válido, é importante ressaltar que ela pode ser falha, pois não poderão ser encontradas marcas que sejam colidentes com a marca desejada.  Nesse caso, pode-se buscar por ajuda especializada para evitar futuros problemas.

Faça o pedido de registro

Caso não tenham sido encontrados problemas nessa pesquisa, recomenda-se realizar o pedido de registro imediatamente para que toda essa pesquisa não se torne ultrapassada e outras pessoas comecem a registrar marcas parecidas no INPI. Muitos empreendedores depositam o pedido de registro por si só, até mesmo por ser um sistema fácil e completamente informatizado.

Mesmo assim, registrar uma marca não é tão simples e muitas pessoas acabam realizando o registro em classes e especificações incompletas e forma completamente incorreta, além disso, muitos também acabam não considerando que muitas empresas precisam de registro em mais de uma classe no INPI, pois a ausência do registro em uma determinada classe pode acabar fazendo com que a proteção da marca seja falha em uma determinada atividade.

Acompanhe o processo de registro

Muitos empreendedores acreditam que sua marca estará segura apenas com o depósito no INPI, mas na realidade não é bem assim, pois quando o depósito do pedido do registro da marca é feito se garante a anterioridade e uma expectativa de direito, nesse caso dando então início ao processo de registro da marca e não registrando a marca de forma efetiva.

Portanto, para que o registro seja concretizado, é essencial acompanhar todo o processo, pois podem surgir exigências, oposições de outras pessoas e também indeferimentos por parte do INPI, que devem ser respondidos dentro do prazo de lei sob a pena de perda do pedido. Além do acompanhamento do processo também é essencial acompanhar as colidências, que muitas vezes são ignoradas pelos empreendedores.

Esse acompanhamento é para se manter atualizado com relação aos pedidos de outras pessoas no INPI, verificando se existem marcas que podem causar problemas à sua e podendo tomar medidas extrajudiciais e judiciais.

Realizar o registro de uma marca é importante e exige atenção e muitos cuidados, é importante sempre ressaltar que a marca do seu empreendimento é o ativo mais importante que sua empresa pode ter. A marca é o primeiro contato que os clientes terão com a empresa.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *