Programa de Aceleração do Crescimento: entenda o PAC

O Programa de Aceleração do Crescimento, também conhecido como PAC, foi lançado em 2007 pelo então presidente Lula, visando investimentos públicos e privados que de acordo com o mesmo devem alcançar uma marca de 503,9 bilhões de reais, recursos esses que serão retirados do orçamento geral da União até 2010, para que o crescimento do PIB brasileiro chegue até 5% ao ano.

Além disso, o PAC também proporcionará o estímulo ao financiamento e ao crédito, além também da redução da arrecadação de impostos e melhorias no ambiente de investimentos, assim também como o aperfeiçoamento da legislação.

De acordo com o ministro da Fazenda Guido Mantega, para a criação de um bom ambiente e também para a incrementação do investimento público, o PAC irá desobstruir os gargalos jurídicos, legislativos, burocráticos e administrativos que acabam atrapalhando os investimentos.

Investimentos

Esses 503,9 bilhões de reais serão investidos em recursos hídricos, habitações, energia tanto para a geração quanto a transmissão da energia elétrica, petróleo, gás natural e combustíveis renováveis, infraestrutura social e urbana como saneamento, habitação, transporte urbano, recursos hídricos e o programa Luz Para Todos, além também do transporte, que envolve as rodovias, portos, ferrovias, aeroportos e também a hidrovias.

O total de investimentos é de 436,1 bilhões que serão realizados pelo setor privado e também pelas estatais, e o restante do valor virá através do Orçamento Geral da União.

O PAC forneceu para a habitação entre os anos de 2007 e 2010 cerca de 106,3 bilhões de reais, beneficiando mais de 4 milhões de famílias, essas com uma renda de até 5 salários mínimos que recebem o benefício da casa própria com um investimento de 55,9 bilhões de reais que são utilizados apenas para isso. Os recursos utilizados na habitação são da Caixa Econômica Federal, do Orçamento Geral da União, do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS.

Qual é o objetivo do Programa de Aceleração do Crescimento

O principal objetivo do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC é incrementar a produtividade em setores estratégicos, impulsionando assim toda a modernização acerca da tecnologia, aquecendo a economia e tornando o Brasil um país muito mais competitivo mundialmente.

Além do que foi citado aqui, o PAC também possui diversas medidas que preveem a construção, a recuperação, a duplicação e também a adequação de 42.000 km de estradas, 2518 km de ferrovias e também a construção de 13.826 km de linhas de transmissão, além também da construção de redes de água e esgotos para mais de 22,5 milhões de residências, a instalação de novas unidades petroquímicas ou de refino, a construção de 4526 km de gasodutos e também a instalação de 46 usinas de biodiesel.

Todo esse investimento só demonstra o quanto o PAC é benéfico para o país, podendo colocá-lo em meio a maiores potencias do mundo, e claro, além de todo o reconhecimento nessas melhorias tanto para o país quanto para toda a sua população que sem dúvidas tem uma qualidade de vida muito melhor com o uso do PAC.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *