Diferença entre consórcio e financiamento: entenda cada categoria

O sonho da compra de um imóvel, de um automóvel, de um terreno, ou até mesmo de um serviço pode ser feito de duas formas distintas, sendo consórcio e financiamento as opções mais populares para estas maneiras de obter o imóvel. Contudo, a diferença desse dois é o tempo que irá demorar para ser realizar o sonho do tão esperado objetivo.

A melhor opção para quem tem maior pressa é um financiamento, mas quem pode esperar um bom tempo, anos, pode recorrer ao consórcio.



Em um financiamento, o banco irá liberar o dinheiro quase que instantaneamente, logo após a aprovação do crédito, e o cliente irá pagar o empréstimo por um tempo determinado pelo acordo.

Já em um consórcio, o comprador adquires cotas de uma carta de crédito, que será sorteada mensalmente entre os vários outros do grupo que irá fazer parte do consórcio, pois é formado por inúmeros cotistas que também querem fazer a compra de algum imóvel.

Entenda um pouco mais sobre a diferença entre consórcio e financiamento:

Financiamento

O financiamento é para quem tem pressa, que logo quer se mudar, bastando apenas a apresentação de sua documentação, que será requisitada pelo banco, que fará um financiamento de acordo com o necessário, ou seja, podendo ser parcial ou completo de um imóvel e, por fim, fazer o pedido da carta de crédito. Neste documento estão todas as informações sobre os valores emprestados, levando em consideração o perfil econômico que o indivíduo possui.

Com a carta já disponibilizada, poderás procurar os imóveis de seu desejo, dentro do valor estipulado, mas é importante ir ao banco antes de fazer as pesquisas dos imóveis. Não existe total garantia que o banco fará o financiamento de um imóvel, pois, primeiramente, deve estar dentro do valor estipulado, com o correto limite de prestações e também dos juros.

Os bancos fazer os financiamentos baseados em duas tabelas, a Price e a Sac. Estas tabelas que possuem o valor das parcelas, sendo que a Price oferece prestações de mesmo valor do início ao fim da compra e a Sac prevê parcelas que com o tempo irão decrescendo de valor. Um exemplo, é a Caixa Econômica Federal que trabalha com a Sac. A grande maioria dos bancos exige que o comprador possua 20% do valor total do bem que deseja ser comprado.

Consórcio

O consórcio é a forma de adquirir o bem desejado de forma parcelada e sem juros, contudo não será de forma rápida e sim através de sorteios, veja a seguir. O dinheiro de um consórcio sai quando alguém ganha o sorteio, sendo, principalmente, pelo seu maior lance, ou para quem não está com pressa na hora da compra. O perfil de uma pessoa que faz um consórcio é de uma pessoa que poupa e que faz um planejamento para a aquisição de bens e serviços.

Ao ser contemplado no momento do sorteio, o consórcio entregará em seu endereço uma carta de crédito, com o valor proposto, onde o cliente pode pagar o bem de forma à vista, podendo conseguir até mesmo um preço melhor, devido a quitação do valor total em apenas uma vez. Além dessas vantagens, também está isento de juros.

Os valores relacionados as taxas das parcelas dependem da administradora e do valor que está proposto a gasta com o bem, sendo livre cada instituição decretar um valor fixo de suas taxas, por esse motivo é importante, antes de fazer um consórcio, pesquisar os preços.

A grande vantagem em relação ao financiamento é de que suas taxas são menores que as de um financiamento e como os prazos de consórcio são longos, o cotista pode desistir no meio, ou vender sua carta de crédito para outro.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *