Como trabalhar em banco: confira as etapas necessárias

Saber como trabalhar em banco é uma grande vantagem para quem tem o objetivo de contar com salários acima da média. Um dos principais atrativos são os benefícios proporcionados pelas instituições bancárias que incluem, por exemplo, participação nos lucros.

A possibilidade de subir na hierarquia e a estabilidade do emprego são outros elementos que também são considerados pelos candidatos. Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, as principais informações sobre o assunto, a fim de ajudar você a atingir os seus objetivos profissionais. Boa leitura!

Como trabalhar em banco público

Se você deseja trabalhar em instituições como a Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil, deve prestar concurso público. As vagas podem exigir nível superior ou médio, dependendo das especificidades do cargo em questão. Na prova, conhecimentos de língua portuguesa, informática e financeiros serão avaliados.



Para realizar a inscrição, basta acessar os sites oficiais dos bancos e se manter atento aos editais publicados, que abrirão os próximos processos seletivos. Procure, também, apostilas específicas para ir bem nas avaliações, que tendem a ser bastante concorridas.

Como trabalhar em banco privado

Em um banco particular, não é necessário prestar concursos públicos para concorrer às vagas disponíveis. Com efeito, os processos seletivos são similares aos de outras organizações, de modo que você pode se candidatar diretamente na instituição ou cadastrar um currículo para aproveitar oportunidades futuras junto aos sites de uma agência (na maioria das vezes, nas seções “Trabalhe Conosco”).

Como trabalhar em banco

Requisitos necessários

Muitas pessoas consideram que somente os profissionais que dispõem de formação em Contabilidade podem atuar nessas empresas. Todavia, os bancos contratam colaboradores formados nas mais distintas áreas. Entre as melhores graduações para conquistar o emprego em um banco, destacam-se:

  • Ciências Contábeis;
  • Marketing;
  • Gestão Financeira;
  • Logística;
  • Sistemas de Informação;
  • Gestão dos Recursos Humanos;
  • Economia;
  • Estatística;
  • Segurança da Informação;
  • Administração;
  • Direito;
  • Ciências Atuariais.

Vagas de estágio e trainee

Caso você seja recém-formado ou cursando os últimos semestres de sua graduação, poderá começar a trabalhar em instituições bancárias como estagiário ou trainee. Dessa forma, terá a oportunidade de aprender sobre os processos internos das agências.

Com efeito, se você tiver uma boa performance, crescerá na empresa. Como os salários giram em torno de R$ 4 mil, valerá a pena se esforçar nesse sentido, não é mesmo?

Dicas para trabalhar em bancos

Confira, a seguir, excelentes dicas que separamos para aumentar as suas chances de trabalhar em banco.

Faça uma boa pesquisa

É altamente recomendável reunir o máximo de informações possíveis sobre a empresa na qual está considerando atuar. Ademais, vestir roupas adequadas é algo que não deve ser negligenciado durante as entrevistas para a vaga de trainee.

As instituições bancárias esperam que o jovem esteja disposto a se familiarizar, entendendo os negócios e se identificando com a sua cultura corporativa. Demonstrar que conhece não apenas a empresa como também os concorrentes é uma ótima forma de obter vantagem competitiva.

Os entrevistadores, via de regra, consideram que os candidatos que mostram ter absorvido muitas informações serão melhor integrados quando começarem a trabalhar na empresa.

Seja você mesmo

É fundamental manter uma postura autêntica ao longo de todo o processo de seleção. Você deve expor o que realmente gosta de fazer, pois quando uma pessoa faz o que gosta, maiores serão as suas chances de sucesso.

Lembre-se que muitas organizações buscam por profissionais que raciocinem como “dono da empresa”, isto é, que tenham paixão genuína pelo que fazem e persigam o crescimento sustentável dos negócios.

Isso significa desenvolver reflexões do tipo:

  • O que devo entregar aos clientes?
  • De que modo penso acerca dos custos da instituição?
  • O que pode ser feito para gerar mais lucros?

Aprenda inglês fluentemente

Ainda que a instituição não seja estadunidense, em algum momento, você precisará ler relatórios produzidos em inglês, compreender certos termos técnicos ou dialogar com clientes estrangeiros.

Contudo, caso você tenha um nível básico, jamais minta na entrevista. Confesse que o seu inglês ainda não é tão bom, mas demonstre o seu real interesse em aprender e se desenvolver continuamente.

Como trabalhar em banco

Comprove os seus conhecimentos técnicos

A depender da área em que você atuará, a formação em Administração, Economia ou Ciências Contábeis pode ser uma vantagem, articulada ao respectivo registro junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

Para quem deseja trabalhar com controladoria ou o mercado financeiro, bons cursos de especialização conferem um bem-vindo destaque ao currículo. Não apenas pelos conhecimentos técnicos, mas também pela troca de informações e boas práticas com os demais profissionais da área.

Por se tratar de um início de carreira, você deve esperar ser avaliado em relação à forma pela qual se desenvolveu até o presente momento e o quanto decidiu investir em sua própria formação.

Desenvolva familiaridade com os números

Quase todos os profissionais podem ser trainees de um banco, embora exista uma clara preferência em formandos de Economia, Administração e Engenharia, devido à sua familiaridade com os números.

Tenha em mente que o “produto” comercializados pelas instituições bancárias é o dinheiro. Desse modo, até mesmo quem trabalhará no setor de marketing precisará se interessar pelas questões de mercado.

Normalmente, os trainees passam pelo processo de job rotation, isto é, eles devem passar por diversas áreas. Invariavelmente passarão, dentro do banco, por algumas áreas nas quais será necessário entender de matemática.

Se você cursou, por exemplo, uma faculdade de Geografia e almeja trabalhar em uma agência bancária, poderá recorrer a cursos de pós-graduação e extensão nessa área.

Realize estágios para adquirir experiência

Os candidatos a trainee que desejam atuar em bancos e acabaram de sair da graduação não são obrigados a apresentar currículos cheios de experiência. Afinal de contas, isso não seria razoável. Todavia, o esforço contará muitos pontos.

Nesse sentido, ter realizado estágios em empresas (ainda que seja como voluntário) será de grande ajuda. Lembre-se de que, atualmente, muitas empresas reclamam de profissionais que chegam francamente despreparados para atuar em ambientes formais ou lidar com processos simples.

Cumpre ressaltar, por fim, que saber como trabalhar em banco é apenas o primeiro passo. Todos os outros dependerão da sua força de vontade e empenho profissional.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *