Calendário eleitoral 2018: procedimentos já anunciados

No dia 18 de junho, saiu o calendário geral eleitoral que foi anunciado pelo TSE em uma sessão administrativa. Esse calendário apresenta as principais eleições, os principais processos eleitorais que aconteceram no ano de 2018 para que possa ser avaliado por candidatos, eleitores e obviamente pela própria justiça eleitoral do nosso país.

Obviamente, esse é um documento um tanto quanto extenso, por conta disso, eu vou passar somente algumas das datas para vocês, mas, caso você tenha interesse em ler o calendário completo, está disponível no site oficial do TSE para que todos possam interagir com o documento.

É muito importante que você tenha um tempo para ler um documento como esse, afinal, como você já sabe, nosso país está enfrentando um momento conturbado na política, e cabe a nós cidadãos estarmos constantemente de olho no que o governo faz com o nosso país, se não fizermos isso, eles vão acabar fazendo o que querem com o nosso país e com o povo que nele vive, no caso, nós mesmo.

Vamos agora falar sobre alguns dos processos eleitorais para que você possa conhecer um pouco de como foi o ano dos nossos governantes.

Pesquisas eleitorais: desde o dia primeiro de janeiro de 2018, os órgãos responsáveis pelas pesquisas de opinião pública foram obrigados a registrar todos os dados que colheram sobre a justiça eleitoral brasileira, e como anda as intenções de voto para os possíveis candidatos do ano de 2018.

Propaganda institucional: o TSE a partir do dia 1 de abril, disponibilizou propagandas institucionais tanto no rádio quanto na TV para incentivar a participação feminina, dos jovens e da comunidade negra na política. Essas anúncios também foram utilizados na intenção de passar algumas regras sobre como iria funcionar o processo eleitoral nesse ano.

Filiação partidária: pessoas que estão interessadas a concorrer a política, precisam se filiar a um partido até o dia 7 de abril, ou seja, seis messes antes da data oficial das eleições nacionais. Esse prazo é o mesmo quando se trata do processo de registro que é feito pela justiça eleitoral, dos partidos que estão interessados a participar da disputa.

Retiradas e transferência do título: dia 9 de maio é o prazo final para o eleitor que pretende votar nas eleições de 2018 conseguir retirar o seu título, portanto, se você estiver em dívida, infelizmente, não poderá participar das eleições desse ano, e terá que justificar o motivo pelo qual não prestou com a justiça eleitoral brasileira.

Esse no caso, também é o prazo final para que o eleitor que se encontra com deficiência e mobilidade reduzida, possa fazer a sua transferência de zona eleitoral visando a praticidade e o conforto do eleitor.

Fundo de campanha: os recursos disponíveis no fundo especial de financiamento de campanha serão divulgados pelo TSE no dia 18 de julho, ou seja, já foram divulgados e estão disponíveis para quem estiver interessado em ler sobre.

Essa são algumas das informações que estão disponíveis no calendário eleitoral de 2018. Como você deve imaginar, esse é um documento realmente muito intenso, tem bastante informação para que você possa usufruir dela, e se você estiver interessado em ler, basta acessar o site oficial do TSE para que você possa interagir com o documento da maneira que achar melhor.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *