Entrevista de Desligamento: Qual a importância? Como fazer?

No momento da demissão (ou do pedido de demissão) de um trabalhador, é muito comum que as empresas simplesmente queiram acabar com o procedimento da forma mais rápida e menos enrolada possível – e é exatamente nessas horas que a entrevista de desligamento acaba não sendo realizada.

A não realização da entrevista de desligamento é um verdadeiro erros no campo de gestão de pessoas: trata-se de um grande desperdício de informações relevantes e sinceras que podem mudar a forma como a própria empresa avalia o seu funcionamento.

Por isso, por mais desconfortável que seja o momento da demissão de um funcionário, é sempre importante implementar uma entrevista de desligamento como parte do processo comum da empresa. Isso faz com que até mesmo os desligamentos mais traumáticos tornem-se potencial fonte de conhecimento e aprimoramento para a empresa, além de fornecer informações para o profissional que podem ser úteis na continuação de sua jornada.

Entenda como funciona uma entrevista de desligamento, e qual a importância dessa etapa tão pouco valorizada de aprendizado:

Qual a utilidade de uma entrevista de desligamento?

A entrevista de desligamento permite que a gerência da empresa compreenda quais são os pontos fortes e fracos da organização na perspectiva de alguém que trabalha em níveis que os gestores raramente possuem uma abertura completa.

A visão da pessoa que está diretamente ligada a rotinas específicas costuma ser muito mais precisa que a do gestor que geralmente constrói a imagem de funcionamento da empresa a partir do feedback de seus funcionários.

O que é necessário buscar entender em uma entrevista de desligamento?

Existem alguns pontos fundamentais que podem ser melhor compreendidos em uma entrevista de desligamento. É exatamente atrás dessas informações que você deve ir durante o procedimento.

Entre essas informações, destacam-se:

Melhorias gerais

Pergunte diretamente ao funcionário sendo desligado quais são os pontos nos quais a empresa precisa melhorar, na opinião dele, e quais os motivos. Uma resposta sincera para essa pergunta sendo repetida por diferentes pessoas pode indicar um ponto crítico de melhoria para os gestores.

Compreensão do clima interno

O clima interno é uma das questões mais complicadas para se perceber em uma empresa sem um diálogo verdadeiramente aberto. Geralmente, problemas entre funcionários só são descobertos tarde demais, e é possível que haja um desânimo geral em certas equipes sem que os gestores saibam. Aproveite a entrevista de desligamento para entender qual a situação na equipe daquele trabalhador.

Com qual sentimento este funcionário sai?

Entenda se o funcionário acha seu desligamento justo ou injusto, o que pensa da empresa, o que mudou a respeito dessa visão enquanto trabalhava ali e, sobretudo, com que tipo de imagem sairá dessa experiência.

Quais são as frustrações e decepções

Tanto funcionário demitidos quanto aqueles que pedem para sair costumam ter frustrações e decepções a empresa. Esse é, novamente, um dado importante especialmente quando for repetido. Frustrações em uma mesma área costumam indicar um ponto que precisa ser urgentemente corrigido.

O que o trabalhador mudaria se fosse gestor?

Se a entrevista de desligamento for cordial, você pode perguntar o que essa pessoa faria se fosse gestora da empresa para melhorar os problemas que observou. A pergunta serve para entender a coerência das respostas anteriores, e a visão do trabalhador a respeito dos problemas da empresa.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *