Como se mudar para o Canadá?

Muitas pessoas pensam em se mudar para o Canadá em função da qualidade de vida, da segurança e da estrutura reconhecida do país ao norte. Sempre figurando entre os melhores países do mundo para se viver, não é difícil encontrar um bom motivo para que pessoas de diversos lugares pensem em morar por lá, e não é diferente no caso brasileiro.

Se você é uma dessas pessoas, existem algumas informações e cuidados essenciais para que sua ida não se torne mais complicada do que o necessário. Felizmente, o Canadá costuma ter uma boa receptividade para estrangeiros que buscam um local para trabalhar, o que garante boas chances de sucesso caso você busque um local para ficar definitivamente, desde que faça tudo conforme as regras locais.

Saiba como se mudar para o Canadá, e para quais pontos você precisa dar atenção prioritariamente a fim de evitar surpresas desagradáveis:

Inglês ou francês?

Como você já deve saber, o Canadá teve – ao longo de sua história – colonização mista. Isso quer dizer que, em certas partes do país, a língua francesa é predominante, enquanto o inglês é a língua primária em outras regiões. Nas principais cidades do país, as duas opções de linguagem costumam ser faladas pelos habitantes, e as informações públicas costumam ser fornecidas nos dois idiomas.

Por uma questão de ambientação plena, no entanto, é sempre útil que você fale a língua primária do local onde vive. Por isso, é importante saber se você pretende morar em uma cidade de idioma primário inglês ou francês, e qual língua está mais disposto a aprofundar ou aprender.

Obtenção do visto

Assim como na maior parte dos países do mundo, a obtenção de um visto canadense depende da finalidade de sua solicitação para a ida. Entre os três principais tipos, é claro, estão os vistos de turismo, de estudo ou de trabalho.

O próprio governo canadense oferece um questionário para definir se você é elegível a um destes tipos de visto em seu site. Reunindo os documentos informados por lá, você pode solicitar o visto – atualmente, as taxas de aceitação de pedidos de visto no Canadá são superiores a 90%, incluindo os vistos de trabalho.

Lembre-se, no entanto, que apenas o visto para trabalho – Work Permit – permite que você desenvolva uma atividade profissional séria. Em alguns casos, o visto de estudo permite trabalhos de meio período, mas não libera o indivíduo a escolher um emprego e ter sua carreira no Canadá de forma definitiva. Um visto não pode ser convertido em outro depois que você já está no país, por isso é importante planejar cuidadosamente o seu plano.

Se você possui familiares canadenses, ou tem intenção de investir no país em novos empreendimentos, há tipos especiais de visto que atendem especificamente estes casos.

Regularização da saída

Tão importante quanto a documentação canadense, um passo essencial para quem quer mudar para o Canadá é estar regularizado em relação à própria situação no Brasil. Isso quer dizer que você só poderá sair do país se sua situação estiver regularizada por aqui.

Multas de trânsito, impostos, situações relacionadas à Receita Federal e eventuais questões judiciárias devem estar resolvidas antes da saída. Além disso, se você pretende mudar para o Canadá de forma definitiva, é importante que faça a Declaração de Saída Definitiva, para evitar a incidência de impostos locais quando estiver fora.

Encontrando trabalho

O Canadá é um país que geralmente oferece um bom nível de empregabilidade, incluindo vagas para trabalhos mais simples e para vagas mais especializadas. É necessário, no entanto, que você já tenha uma vaga garantida se pretende solicitar o visto de trabalho. Caso você ainda não tenha uma empresa que aceite você de forma prévia, é necessário que tenha renda suficiente para sustentar-se durante alguns meses no país, enquanto procura por um emprego.

Compartilhe este artigo!
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *